VISAO MISAO OBJECTIVO HAKSESUK BOLA FH KKN HOME FH LPV ARTIGOS FH MUZIKA LIA MENON FH RESPONDE
Bloku Unidade Popular Associação Popular Monarquia Timorense Kmanek Haburas Unidade Nasional Timor Oan Partido Esperança da Pátria Partido Socialista de Timor Partido Desenvolvimento Popular Congresso Nacional para a Reconstrução de Timor-Leste Partido Republicano União Democrática Timorense Partido Democrata Cristão Partidu Movimento Libertasaun Povu Maubere Partidu Libertasaun Popular Partido Democratico União Nacional Democrática de Resistência Timorense Partido Unidade Desenvolvimento Democrático Partido Timorense Democratico Frenti-Mudança Partido Social Democrata Centro Ação Social Democrata Timorense Partido do Desenvolvimento Nacional Frente Revolucionaria de Timor-Leste Independente
“O povo de Timor-Leste está reconstruindo com o seu próprio suor, com o seu próprio sangue uma pátria revolucionaria democrática, uma terra livre para gente livre”.

I N T E R F E T
15 Setembro 1999
O Conselho de Segurança da ONU aprova a Resolução n° 1264,
que autoriza a criação de uma força internacional para Timor-Leste (INTERFET)
TIMOR-LESTE



Interview with Fernando Lasama de Araujo: On the road to democracy, where the streets have no name
GOVERNANSA FRETILIN HO PD LEGAL
Konstitusio nalidade Nomeasaun PM
Membru Governu Foun ida-idak nia Profil badak
Impossivel hakerek diskursu ofisial sira iha dalen Tetun?
FFTL "hetan subsidio $1 milliao kada tinan"?
QUEM TUDO QUER TUDO PERDE
Disse-me que depois de ter ouvido de tanta gente tantas histórias...
Antusiasmu Foisae ba Seitor Desportu (Oportunidade, Risku no Vantagen)
Hakarak sai opozisaun diak bele aprende hosi Socrates.
Dekretu Prezidenti Republika!, So iha RDTL deit.

 
 
   

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Corrupção: O exemplo vindo de Timor

Paulo Morais [Opinião]
Corrupção: O exemplo vindo de Timor
[ Enquanto em Timor se condenam ministros, em Portugal faz-se pouco para combater a corrupção. ]


_________________________
por PAULO MORAIS
Fonte: http://rr.sapo.pt

Em Timor, a ministra da Justiça, Lúcia Lobato, foi condenada a cinco anos de prisão. Um exemplo para Portugal, onde a condenação de um ministro jamais seria possível. 

Suspeita de beneficiar construtores que financiavam o seu partido, a ministra foi suspensa, o Parlamento retirou-lhe a imunidade e foi julgada em menos de um mês. Mas não é este o único exemplo de combate militante à corrupção em Timor. Também o ministro da Administração Estatal, Arcanjo Leite, está a contas com a justiça. Sem contemplações. 

Além dum sistema judicial que aparentemente funciona, os timorenses querem aumentar a transparência do sistema. Criaram recentemente um portal da transparência, que permite aos cidadãos conherem as receitas e as despesas da responsabilidade do seu governo. A informação é a maior vacina para a corrupção. 

Os líderes políticos e até religiosos timorenses denunciam a corrupção, como ainda recentemente fez D. Basílio do Nascimento. Sem tibiezas, identificam o fenómeno, julgam os responsáveis, condenam-nos e prendem-nos. Sabem que o desenvolvimento do seu país depende deste combate. 

Curiosamente, na mesma semana, em Timor é condenado um ministro, enquanto um relatório europeu revela que o seu antigo colonizador, Portugal, está entre os países que menos se esforçam para combater a corrupção.

[11-06-2012]

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.